Plano de Formação

​A ADRAL é, desde 2001, entidade acreditada para o desenvolvimento, conceção e organização de ações de formação, garantindo deste modo, a qualidade da sua atividade formativa financiada e não financiada, através da DGERT – Direção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho. Desde essa altura, a ADRAL é acreditada nos domínios que dizem respeito ao Planeamento, Conceção e Desenvolvimento / Execução de Ações de Formação Profissional.

A acreditação tem permitido, ao longo da última década, a obtenção de resultados fundamentais a nível da monitorização e avaliação detalhada das ações de formação desenvolvidas, contribuindo para a implementação de medidas de melhoria e aperfeiçoamento contínuos da formação. Desta forma, tem garantido o aumento da capacidade, qualidade e fiabilidade do serviço de formação, bem como a sustentabilidade do trabalho que a Agência tem vindo a desenvolver nas áreas da formação, do empreendedorismo, da inovação e do apoio à integração no mercado de trabalho dos públicos-alvo com os quais trabalha.

Neste contexto, a estratégia planeada para a área formativa baseia-se num conjunto de princípios essenciais, que se pautam pela qualidade nas intervenções e cursos de formação e pela aposta na diferenciação dos conteúdos programáticos em função dos públicos-alvo destas mesmas intervenções.

Por um lado, a ADRAL desenvolve essencialmente atividades formativas integradas em projetos enquadrados na sua missão e estratégia de desenvolvimento regional. Deste modo, a formação concebida e desenvolvida pela ADRAL é, em muitos casos, uma das componentes dos seus projetos, atuando em complementaridade e consonância com as restantes vertentes de apoio e desenvolvimento socioeconómico.

Por outro lado, a estratégia da ADRAL direciona-se para a necessidade de implementar projetos e ações de formação em parceria com outras entidades que possam trazer mais-valias importantes à sua implementação, quer a nível da conceção, quer a nível do desenvolvimento e execução. O estabelecimento de parcerias manifesta-se ainda nos domínios em que a ADRAL não foi acreditada, nomeadamente a nível do diagnóstico de necessidades de formação e da avaliação das intervenções formativas.

Quanto ao público-alvo das atividades formativas, a ADRAL tem vindo a preconizar para a sua área de formação a realização de um leque diversificado de ações, destinadas a contribuir para minorar os problemas e dificuldades vividos na Região Alentejo, por diferentes públicos-alvo, como é o caso dos empresários regionais, dos potenciais empreendedores e ainda dos técnicos dos municípios que dedicam a sua atividade ao apoio ao tecido empresarial. Por esta razão, o público-alvo da atividade formativa da ADRAL é constituído pelos seguintes grupos, diretamente relacionados com a nossa atividade:

1. Técnicos superiores da Administração Publica;

2. Jovens estagiários;

3. Empresários, gestores de empresas e empreendedores;

4. Bacharéis e Licenciados;

5. Desempregados que pretendam criar um projeto de autoemprego.

As atividades de formação da ADRAL direcionam-se essencialmente para estes grupos, uma vez que o trabalho com eles desenvolvido a vários níveis, possibilita um conhecimento ímpar quer das suas potencialidades quer das suas debilidades, o que nos permite obter um diagnóstico de necessidades bastante pormenorizado, com repercussões a nível das intervenções formativas desenvolvidas anualmente pela Agência.