Visitar

O Alentejo constitui-se como uma região de excelência, com características singulares e distintivas e com elevado potencial de desenvolvimento. Constituindo-se como um território único no panorama nacional, o tecido produtivo da região caracteriza-se pela existência de subsetores de atividade fundados nos seus recursos endógenos.

Exemplos disso são os produtos tradicionais com nome protegido. Os produtos com a qualificação DOP – Denominação de Origem Protegida, IGP – Indicação Geográfica Protegida e ETG – Especialidade Tradicional Garantida, são produtos cujas Qualificações garantem ao consumidor que foram produzidos mediante regras estabelecidas com base nas receitas e métodos tradicionais, através de raças e variedades autóctones e nas mais completas regras de segurança alimentar.

Destaque ainda para os produtos artesanais, existentes em todo o território e que se constituem como fator de desenvolvimento económico local como a olaria e outros produtos distintivos da região, de que são exemplo os chocalhos, a olaria tradicional, o mobiliário, as tapeçarias e mantas tradicionais, entre outros.

A Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo tem vindo a promover a sensibilização sobre estes produtos característicos, dignificando os sistemas produtivos tradicionais, prestando apoio à modernização e inovação nestes setores e contribuindo para o incremento da comercialização e distribuição destes produtos.

A par do fomento da competitividade destes subsetores, a ADRAL tem vindo a potenciar a parcerias regionais destinadas a constituir roteiros que, simultaneamente, contribuam para a competitividade económica e coesão social da Região Alentejo. ​