Embraer

177 milhões de euros de investimento

Paulo Marchioto - Administrador EMBRAER Portugal

​“Aqui em Évora temos 2 fábricas: uma de metálicos e outra de materiais compósitos e a nossa vocação é fornecer partes e peças para a casa mãe no Brasil. Évora é o primeiro sítio fora do Brasil que vai fornecer segmentos para as linhas de montagem final no Brasil, por isso a importância de Évora funcionar como um centro de excelência, atendendo ao custo, à qualidade e aos prazos. A escolha de Portugal ou a escolha do Alentejo advém da nossa estratégia de internacionalização que fez com que pesquisássemos vários países e cidades. Évora foi a cidade que mais nos proporcionou uma logística adequada, um nível de mão de obra adequado, alavancados por uma grande vocação e um grande ambiente, proporcionador de uma vontade política para a nossa instalação. Aconteceram muito boas vontades. Para além da língua comum que facilita a interação, um dos outros motivos de escolha foi a localização de Évora que facilita o escoamento de cargas tanto pelo porto de Sines, como por Setúbal ou até Lisboa. As autoestradas são excelentes. Então não existe nada que interrompa o fluxo que nós precisamos para enviar as peças daqui para o Brasil. Um facto que nos orgulha muito é o de Évora hoje já ser citada e reconhecida por ter a capacidade tecnológica de fabricar partes e peças aeronáuticas. Agora é preciso fomentar o cluster aeronáutico. É muito importante nós termos uma base e uma rede de fornecimento para peças que não estão na nossa vocação. Estes 2 sítios têm a mais alta tecnologia e estão voltados para fazer peças complexas. As peças mais simples nós iremos buscar ao mercado. E as empresas que se vierem instalar aqui têm que ter a consciência de que tanto podem ser fornecedoras da EMBRAER como de qualquer outro player do mercado. Eu colocaria aqui no Alentejo como um fator de diferenciação muito forte, a questão do acesso e da logística e falo de logística de e para os produtos. O acesso à mão de obra que já hoje existe e que seria muito importante que outros investidores viessem e aproveitassem este bom momento que o Alentejo está a viver. Aproveitando essa aprendizagem que já existiu. Qualquer segmento de mercado que esteja interessado em vir para o Alentejo, tem neste momento uma infraestrutura e um ambiente em crescimento para  o receber. Esperamos que novos empreendedores se animem e se aproximem de Évora e do Alentejo para que este cluster da aeronáutica se torne uma realidade."​

Paulo Marchioto - Administrador EMBRAER Portugal

Parque da Indústria Aeronáutica De Évora, Lote A-I, 7005-797 Évora

Informações Adicionais